(44) 99919-8180
(44) 3029-5025

BLOG

Ergonomia física e seus benefícios

ERGONOMIA-

A ergonomia física considera a forma como o colaborador utiliza seu corpo para desenvolver suas tarefas.

 

Quando aplicada, a ergonomia física aprimora as condições de trabalho visando o conforto, a prevenção de acidentes do trabalho, a prevenção de doenças ocupacionais e a eficiência do colaborador.

 

Através da fisiologia, antropometria e biomecânica observa-se o comportamento do organismo, suas medidas, seus movimentos e peculiaridades.

 

A disposição de elementos como máquinas, materiais, ferramentas e tudo que envolve o trabalho são adaptados para facilitar o trabalho.

 

A ergonomia física classifica biotipos e, a partir deles, desenvolve máquinas e ferramentas que permitem maior desempenho do colaborador.

 

Desta forma, ao mesmo tempo, garante-se maior produtividade e conforto durante o trabalho.

O que a Ergonomia física analisa?

De acordo com a ABERGO (Associação Brasileira de Ergonomia), a ergonomia física ocupa-se com:

  • a postura; conforme a atividade.
  • o manuseio correto de materiais e equipamentos.
  • os movimentos repetitivos.
  • os possíveis distúrbios musculoesqueléticos.
  • a segurança e a saúde do trabalhador.
  • a projeção dos postos de trabalho.

 

De modo geral, a ergonomia física visa desenvolver máquinas, equipamentos e instalações de modo a favorecer maior eficácia, precisão e segurança durante o trabalho.

Desta forma, adapta o ambiente ocupacional às necessidades físicas do homem  e, principalmente, considera a postura e movimentos corretos para o exercício de uma atividade.

 

Ergonomia física e LER/DORT.

A partir da análise entre a atividade desempenhada e as características anatômicas do colaborador, a ergonomia física reduz riscos de doenças ocupacionais.

Segundo o INSS, dorsalgia e LER/DORT são as causas mais comuns de afastamentos do trabalho.

 

A postura fixa, sedentária e repetitiva bem como posturas antinaturais dos membros superiores, flexão do pescoço e o uso de força são os principais fatores de risco.

 

Profissionais como bancários, caixas de supermercado, costureiras e outros são os que correm mais risco de adquirir LER/DORT ou dorsalgia.

 

Neste contexto, podemos incluir a ginástica laboral como forma eficaz de prevenção para LER/DORT.

Ergonomia física e levantamento de peso.

O transporte, levantamento e disposição manual de carga é outra preocupação da ergonomia física.

 

Conforme a norma regulamentadora NR 17 nenhum trabalhador deve desenvolver atividade de levantamento ou transporte manual de modo a comprometer sua saúde ou sua segurança.

 

Recomenda-se o levantamento e carregamento de peso de objetos com peso equivalente a 25% do próprio peso corpóreo.

 

Deve-se também considerar a frequência, a idade e o gênero do colaborador.

Pessoas acima de 35 anos e com obesidade são os menos aptos ao desenvolvimento deste tipo de atividade.

 

De acordo com  a OIT (Organização Internacional do Trabalho) a média de limite máximo de peso recomendado é:

 

Adultos acima de 18 anos até 35 anos.

 

  • 50 kg ocasionalmente, para homens.
  • 18 kg frequentemente, para homens.
  • 20 kg ocasionalmente, para mulheres.
  • 12 Kg frequentemente para mulheres.

 

Jovens de 14 a 18 anos.

 

  • 20 kg ocasionalmente, para homens.
  • 11 kg frequentemente, para homens.
  • 15 kg ocasionalmente, para mulheres.
  • 7 a 11 Kg frequentemente para mulheres.

 

Benefícios da Ergonomia física.

 

Dentre os principais benefícios da ergonomia física podemos citar:

 

  • Redução de afastamentos.
  • Redução de dores e desconforto durante o trabalho.
  • Diminuição da fadiga e do estresse.
  • Maior segurança e saúde para o trabalhador.
  • Maior desempenho no trabalho.

O maior efeito da ergonomia física é a redução de custos com afastamentos. Além disso, aumenta-se a produtividade do colaborador e a lucratividades das empresas..

WhatsApp chat