(44) 99919-8180
(44) 3029-5025

BLOG

Ergonomia: Devo investir em mobiliários ergonômicos?

ERGONOMIA

 

Os mobiliários ergonômicos proporcionam um ambiente organizacional confortável, saudável e seguro.

E bem sabemos o quanto o ambiente de trabalho está relacionado com a produtividade do colaborador.

Tudo que afeta o funcionário e causa algum incômodo compromete o seu rendimento e pode, inclusive, ocasionar doenças ocupacionais.

Mobiliários ergonômicos x doenças ocupacionais.

A princípio, o investimento em mobiliários ergonômicos para sua empresa é sinal de gastos para sua empresa.

No entanto, como todo investimento, só é possível perceber as vantagens e medir o retorno num determinado período de tempo.

A postura correta para desempenhar uma atividade adequada é o fator principal ergonômico que deve ser estudado na hora de planejar os mobiliários ergonômicos de uma empresa.

A má postura pode causar doenças como dorsalgia, por exemplo.

A doença ocupou o 5º lugar no ranking das 20 principais causas de afastamento por mais de 15 dias no país, por acidentes e adoecimentos no trabalho, em 2017.

Segundo informações do portal do governo,  dor nas costas foi a maior causa de afastamento do trabalho no Brasil em 2016 , deixando 116.371 pessoas ausentes de suas atividades por mais de  15 dias.

Engana-se quem considera que  somente as atividades pesadas são aquelas que mais afastam colaboradores com dorsalgia.

Dados do Ministério do Trabalho apontam que os setores mais atingidos estão relacionados a funções repetitivas como o serviço público e o comércio varejista.

Ler/Dort é outra doença ocupacional comum para quem trabalha em escritórios e atendimento de telemarketing.

A doença pode ser prevenida e corrigida com mobiliários ergonômicos, pausas e ginástica laboral.

Os mobiliários ergonômicos são aqueles que estão aptos ao usuário e a suas características.

Por isso é importante que seja regulável para que possa ser adaptado a cada pessoa.

O mobiliário deve permitir o menor esforço possível do colaborador, mantendo-o numa postura neutra.

Como escolher o mobiliário da sua empresa?

Cadeiras ergonômicas.

Ao escolher cadeiras ou poltronas ergonômicas confira funcionalidades como o apoio de braços, encosto e o material de revestimento.

Quanto ao apoio de braços existem alguns modelos que permitem regular a altura mais confortável para cada pessoa.

O apoio de braços serve para sustentar os ombros e diminuir a tensão que fica sobre a coluna cervical.

Já a regulagem do encosto deve ser feita tanto para altura quanto para a profundidade.

Isso é importante para dar o apoio certo à coluna vertebral do usuário e ao mesmo tempo facilitar seus movimentos.

Existem diversos materiais de revestimento de cadeiras, apenas atente-se para escolher um tipo que não esquente facilmente.

Mesas

A altura padrão proposta pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) é de 72 a 75 cm.

A profundidade da mesa deve estar adequada para dispor o  teclado, o mouse e o computador.

A parte inferior da mesa deve acomodar as pernas do usuário de forma a compor um ângulo reto de 90º em relação ao chão e a cadeira; tendo o joelho como vértice.

Apoio para os pés.

O apoio para os pés evita dores causadas pela má postura.

Modelos simples e que possuem regulagem de altura são suficientes para se adaptar às necessidades e características do usuário.

Apoios de punhos.

É muito utilizada para evitar L.E.R (lesão por esforço repetitivo) e tendinite.

Apoios de punhos para o teclado e para o mouse atenuam as tensões de atividades que exigem movimentos repetitivos.

Barulho, iluminação e temperatura também devem ser considerados durante a escolha dos melhores tipos de mobiliários ergonômicos para seus colaboradores.

 

George Coelho, Diretor Estratégico na Labore Saúde Ocupacional, Ergonomista nivel 1 da ABERGO, Fisioterapeuta do Trabalho, Técnico em Segurança, Especialista em Morfofisiologia do Exercício Físico – UEM. Especialista em Ergonomia – UFPR Mestre em Biodinâmica do Movimento Humano – UEM. Perito Judicial – Justiça Estadual – Comarca de Maringá.

WhatsApp chat