(44) 99919-8180
(44) 3029-5025

BLOG

Como auxiliar seus colaboradores a manter uma boa saúde mental

SAÚDE MENTAL

Quando se trata de saúde no trabalho, comumente riscos relacionados com aspectos mecânicos, físicos e ergonômicos são abordados. Todavia, cada vez mais se torna evidente a importância de identificar, gerir e investir em questões relacionadas também a uma boa saúde mental, principalmente ao considerar o impacto da saúde e bem-estar do colaborador no dia a dia das empresas.

Quais são os principais riscos psicossociais?

Uma vez que há uma série de modificações no mercado, o que envolve demandas, disponibilidade de informação, cargas, pressões, entre outros fatores comuns em grande parte das empresas, a percepção de fatores de risco e a adoção de medidas preventivas, têm se tornado cada vez mais decisivas para a saúde mental dos colaboradores. 

 

Primeiramente, em prol de uma melhor compreensão, é importante citar que os pontos de risco psicossociais condizem com aspectos de gestão, concepção e medidas organizacionais, além de envolver os contextos ambientais e sociais que possuem potencial nocivo no sentido social, psicológico e físico. Em uma empresa, os fatores de maior destaque são:

 

  • Saúde e segurança;
  • Negligência;
  • Problemas na gestão;
  • Ambiente social.

 

Políticas indevidas de segurança e saúde possuem uma influência severa em diversos sentidos, pois envolvem questões como escassez de apoio, clareza e falta de prática de gestão no profissional encarregado pelo cargo. Ainda mais, atividades que não condizem com as competências do colaborador e cargas elevadas também são fatores de risco.

 

A negligência está relacionada tanto com os fatores anteriores quanto com problemas de  gestão ao abordar o suporte, uma vez que um funcionário que enfrenta problemas relacionados com a saúde e segurança já é alvo de certa negligência, o mesmo ocorre ao se tratar de uma gestão ineficaz. De qualquer forma, é um aspecto que pode fazer com que o profissional se sinta desvalorizado e pode até mesmo agravar problemas psicológicos já existentes.

 

Existem fatores com grande impacto ao se tratar da saúde mental dos funcionários, fatores como pouca participação, falhas na comunicação e falta de iniciativa para tomar decisões podem resultar em grandes frustrações e dificultar o fluxo de trabalho. 

 

Uma gestão presente faz toda a diferença, e faz com que  os colaboradores executem suas tarefas adequadamente. Por esse motivo, é interessante que os gestores de cada empresa, assim como cada colaborador, tenha a preocupação de colocar em prática medidas em prol da saúde mental, por exemplo, a montagem de um stand para eventos direcionado para o tema.

 

No caso do ambiente social, é algo que está relacionado com as relações interpessoais, onde é crucial que exista uma cultura de respeito, confiança, integração e a implementação de hábitos que sejam saudáveis. Nesse cenário, é válido abordar que o assédio psicológico e o bullying também podem estar presentes nas empresas e gerar danos severos à saúde mental, principalmente devido ao estresse gerado.

 

É importante que os fatores nocivos sejam reduzidos e quando possível, excluídos. Além disso, ao ressaltar e investir no desenvolvimento dos profissionais, também é possível promover a saúde mental, desde que essa questão seja debatida como um dos pilares que são decisivos para o desempenho e até mesmo vida pessoal.

Como investir em uma organização mais segura e saudável?

 

Neste contexto, é de grande impacto que exista a compreensão de que os impactos psicológicos também estão relacionados com questões individuais, como experiências anteriores, personalidade, resposta à pressão, entre outras. Desta maneira,  é importante que os empreendedores busquem estabelecer uma estrutura que atenda os fatores nocivos em diferentes aspectos, sem negligenciar a saúde mental.

 

Por exemplo, o empreendedor pode investir em equipamentos de segurança adequados para o ambiente, opções que promovam o bem-estar, como uma poltrona massageadora e elementos que contribuam com a saúde física, que é o caso da ergonomia em relação a mobília.

 

Naturalmente, fatores externos também podem agregar significativamente, especialmente o vínculo com profissionais especializados, como uma clínica de psicologia e uma equipe médica especializada para atendimento quando necessário, com o uso de alguns recursos como um monitor multiparamétrico, que possui grande variedade de análises por apresentar a frequência respiratória, pressão arterial entre outros indicadores.

 

A concepção de um ambiente de trabalho seguro, confortável e saudável pode variar muito de acordo com cada empreendimento. No entanto, de forma geral, é importante que os gestores e funcionários busquem agregar ativamente com medidas que favoreçam as características apresentadas.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

WhatsApp chat