(44) 99919-8180
(44) 3029-5025

BLOG

SALÁRIO VERSUS RECONHECIMENTO: SÃO MESMO SINÔNIMOS?

SALARIO

Muitos empresários, ao pensar em reconhecer seus funcionários, pensam logo em aumentos salariais, bônus, adicionais ou algo do gênero. Entretanto, esse pensamento está completamente obsoleto e se mostra extremamente arcaico. Hoje, salário não é capaz de prender pessoas nas empresas. Promessas de aumento futuro também não. Então, o que motiva o trabalhador?

Se você está antenado nas notícias recentes de startups ou grandes empresas do momento, como Google e Facebook, ou mesmo a Amazon, vê que o investimento na felicidade do colaborador vai muito além de quanto eles ganham no final do mês.

Na Google, algumas filiais possuem piscinas de bolinhas, na Amazon existe uma esfera imensa com plantas da Amazônia para manter o ar da empresa mais refrescante e agradável em meio à poluída Nova Iorque. Nos dois exemplos citados, só de imaginar, podemos ter uma ideia de quão confortável e motivador deve ser trabalhar em um desses empreendimentos.

 

E porque pensamos que o certo ainda é aumentar salários para motivar nossos colaboradores?

 

A ALTA ROTATIVIDADE, AINDA QUE EM CRISE

 

O Brasil, há muito tempo ouve sobre Crise Econômica, e ainda assim, vemos dia após dia pessoas se demitirem, quer seja para ir para outra empresa, ou mesmo, para parar de trabalhar. Isso estaria acontecendo mesmo, caso o pilar principal da vida do trabalhador fosse a renda?

 

O que vemos aqui é o fenômeno da insatisfação com o trabalho em si, com a labuta diária que preenche mais da metade das horas úteis, dia após dia. E esse tipo de incômodo não atrapalha somente a vida do trabalhador, mas do empreendedor também.

 

Perceba: um funcionário que se demite, enseja nova contratação, que acarreta custos de seleção e recrutamento, investimento em treinamentos, aguardo para profissionalização, entre outros.

 

Está na hora das empresas, principalmente as mais tradicionais, perceberem que o capital humano é sim mais valioso que o capital financeiro. Valorizar e investir em capital humano, tal qual em investimentos financeiros, traz inúmeros rendimentos.

 

O RECONHECIMENTO QUE SE REFLETE NA QUALIDADE DE TRABALHO

 

Um profissional satisfeito rende muito mais em um meio empresarial, quer seja em questão de eficiência, rapidez ou atenção. Um ambiente de trabalho descontraído não precisa ser sinônimo de bagunça, mas sim, de tranquilidade.

 

Uma frase muito dita nos dias atuais é: Ame o seu trabalho e não precisará trabalhar nem um dia.

 

O que queremos trazer para o ambiente coorporativo é isso – a energia de que o trabalho performado não é uma obrigação, mas uma função, uma colaboração, algo que trará benefícios a todos como instituição.

 

Analise as medidas de valorização de capital humano que tivera nos últimos anos de sua empresa, elas tiveram benefícios notáveis? Você já fez algum tipo de investimento na qualidade de vida de seus colaboradores, ou até hoje só havia enxergado o reconhecimento como valor de salário?

 

Comente aqui abaixo como você costuma agir diante da insatisfação de seus colaboradores e vamos discutir um pouco sobre o que acha de uma abordagem mais humana!

 

 

WhatsApp chat